Altenburg - Bem dormir Bem viver
14
dezembro

Quatro dicas para cuidar bem do seu travesseiro

Ele é o seu melhor amigo na hora de dormir. Uns preferem os mais altos, outros os mais baixos, mas ninguém dispensa o conforto e a sensação de estar nas nuvens ao colocar a cabeça no travesseiro ideal. Por isso, é essencial que você cuide e higienize ele com certa frequência.

Confira as dicas para que seu travesseiro seja bem conservado durante os seus dois anos de uso.

1- Exposição ao sol

Alerta máximo! Um erro muito comum que a maioria das pessoas cometem é colocar o travesseiro exposto ao sol. Você sabia que o aquecimento faz com que os ácaros se proliferem? Pois é, você pode pensar que está dormindo em um travesseiro arejado e com aquele cheirinho agradável do sol, mas na verdade estará rodeado fungos e bactérias. Prefira arejá-lo na sombra.

2- Não durma de cabelo molhado

Nos dias quentes dormir com o cabelo molhado parece uma boa alternativa para se refrescar. No entanto, além de prejudicar a sua saúde causando caspa, coceira e enfraquecimento dos fios, o cabelo molhado no travesseiro ainda prejudica o produto.

A umidade é outro daqueles fatores que contribuem – e muito – para a proliferação de ácaros e bactérias nos travesseiros.

3- Só lave se o fabricante indicar

Muita gente acha que as manchas no travesseiro são sinônimo de sujeira. E a solução mais prática sempre é jogar o produto na máquina de lavar. Mas essa pode ser uma péssima ideia. Primeiro porque as manchas geralmente são ácaros e bactérias que estão dentro do travesseiro.Mas essa indicação muda conforme a matéria-prima e as indicações do fabricante. Caso o seu travesseiro seja de fibra sintética (poliéster, por exemplo), ele pode ser lavado.

Por isso, é fundamental que você siga as recomendações que estão na etiqueta. Dependendo da matéria-prima, a lavagem é possível e indicada ou extremamente proibida.

4- Respeite a necessidade da troca

O recomendado é que os travesseiros sejam trocados a cada dois anos. Mas pode ser menos. Tudo depende da qualidade e forma de utilização. Um dos sinais de que chegou a hora de efetuar a troca é quando manchas começam a aparecer. Os sinais amarelados mostram que as bactérias começam a ser significativas no peso do travesseiro. Se ele estiver assim, você pode estar dormindo com o inimigo! Além disso, um travesseiro muito velho acaba perdendo as características de sustentação, prejudicando até mesmo a postura durante o sono.

É difícil lembrar quando trocar? Lá no site da Altenburg, você pode fazer um cadastro do seu travesseiro e te enviamos um e-mail quando for o momento de trocar. E é só colocar o nome e e-mail! Veja só: www.altenburg.com.br/produtos/travesseiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

VEJA TAMBÉM


Ultra Wave: mil efeitos, nenhuma costura
Minimalismo: uma tendência na decoração
Sua sala de cara nova
Como lembrar de trocar o travesseiro
1234